XV Jornada da Sogito traz capacitações específicas para obstetras

Palestras contemplaram temas importantes aos profissionais
 

Ainda como parte da programação da XV Jornada Tocantinense de Ginecologia e Obstetrícia da Associação de obstetrícia e ginecologia do Tocantins (Sogito) e da III Jornada Tocantinense de Ultrassonografia em Ginecologia e Obstetrícia da Sociedade Brasileira de Ultrassonografia (SBUS), a noite dessa sexta-feira, 05, foi de mais capacitações para os profissionais da área. Foram mais três palestras que enriqueceram e atualizaram os profissionais. 
 
“Hoje as palestras são voltadas para as orientações das pacientes ginecológicas e gestantes nas UTIs [Unidades de Tratamento Intensivo]. Todo esse treinamento é dado aos nossos obstetras e ginecologistas com o intuito de cada dia mais, conseguir trazer qualidade e segurança aos nossos pacientes”, enfatizou a presidente da Sogito, Dra. Mayara Cabral, destacando que o aprimoramento tem como objetivo garantirr “uma gestação e um parto mais seguro para própria gestante”.
 
Palestras
 
A primeira palestra da noite teve como tema Manejo da Sepse na Gravidez e Puerpério e foi ministrada pelo médico intensivista e nefrologista, Alexandre Bacci. “A ideia foi sensibilizar os especialistas ao reconhecimento precoce da sepse que é a doença que mais mata em UTI [Unidade de Tratamento Intensivo] e que existe em puérperas e gestantes. O reconhecimento precoce diminui muito a mortalidade”, explicou o especialista que abordou também a identificação e manejo inicial da doença e também o encaminhamento precoce para terapia intensiva. 
 
Num segundo momento, os profissionais foram comtemplados com a palestra do neonatologista, Dr. Ricardo Cardoso, com o tema: Desmitificando o Acolhimento do NeoNato criticamente enfermo na UTI. 
“Falamos aos especialistas sobre as indicações de unidades intermediárias e de UTI [Unidade de Tratamento Intensivo] e como podemos fazer uma parceria junto com os obstetras para vencermos a sepse neonatal”, disse.   
 
A última palestra da noite ficou com conta da infectologista e pediatra, Dra. Myrlena Borges. Com o tema Profilaxia para Streptococus B no Neonato. Como proceder?, a especialista expôs como os infectologistas e os próprios obstetras podem prevenir ou mesmo tentar impedir essa infecção “O tema é muito importante, pois o streptococus é a principal causa de sepse precoce no recém-nascido. Trata-se de uma boa atualização para toda a equipe de profissionais”, ressaltou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *